SIGA NAS REDES SOCIAIS
07/11/2018 11h03

Barça só empata, mas se classifica; Buffon brilha e segura igualdade do PSG


Redação 96FM

Apesar de ter cedido o empate no final, Barcelonaconfirmou sua classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões nesta terça-feira. Depois de ter saído na frente com Malcom, a equipe catalã deixou o Giuseppe Meazza com o empate por 1 a 1 contra a Internazionale na quarta rodada da fase de grupos da competição. Icardi foi o autor do gol que igualou o placar e Handonovic foi um dos grandes personagens do confronto por suas inúmeras defesas.

Com o resultado, a equipe comandada por Ernesto Valverde chega a dez pontos, se mantém invicto e segue na liderança do grupo B. Já os italianos vão a sete e ficam na segunda colocação. O Tottenham, que venceu o PSV por 2 a 1 de virada, se manteve vivo na disputa por uma vaga nas oitavas ao chegar a quatro pontos. O time holandês continua com um ponto. Harry Kane marcou dos gols do triunfo dos Spurs após Luke de Jong ter aberto o placar.

O próximo compromisso da Internazionale na Champions League será contra o Tottenham, na quarta-feira, dia 28 de novembro, às 19 horas (de MS), em Wembley. Por sua vez, o Barcelona irá visitar o PSG, no mesmo dia e horário, no PSV Stadion.

O JOGO

A partida começou movimentadíssima. Se Vecina fez Ter Steagen trabalhar em lance que acabou sendo parado pela arbitragem com menos de um minuto, logo em seguida, Dembélé roubou no meio de campo e bateu colocado da entrada da área, parando no arqueiro adversário. Já aos 11, após erro na saída de bola do adversário, Luis Suárez recebeu na entrada, cortou para sair do marcador e mandou por ciam da meta adversária.

Os mandantes criaram uma grande oportunidade aos 18 minutos. Perisic fez a jogada pela esquerda e cruzou rasteiro após chegar à linha de fundo. Asamoah finalizou travado e a bola passou por cima do gol. Como resposta, aos 21, Suárez foi lançado, dominou de peito e tentou encobrir Handanovic. Dois minutos depois, em contra-ataque, Rakitic arriscou e a bola saiu pelo lado da meta.

A equipe catalã desperdiçou uma grande oportunidade aos 29. Dembélé deixou dois no chão dentro da área e finalizou, no entanto, Suárez atrapalhou o lance ao colocar o pé. Na sobra, o time de Ernesto Valverde ficou com o escanteio. Na cobrança, Suárez ficou com a sobra, tabelou e arrematou cruzado para fora.

Na reta final da primeira etapa, o Barcelona começou a arriscar de longe. Aos 36 minutos, Philippe Coutinho colocou colocado e Handonovic conseguiu salvar. Cinco minutos depois, o brasileiro voltou a bater de fora da área e a bola explodiu na trave. Na sobra, Luís Suárez bateu e o arqueiro da Inter voltou a fazer uma grande defesa.

Buscando a vitória, os visitantes voltaram pressionando depois do intervalo. Aos seis, Coutinho saiu da marcação, ajeitou e fez o arremate, contudo parou em Handonovic. Aos 14, Rakitic puxou contra-ataque e deixou a bola com Suárez, que devolveu. O croata saiu livre e finalizou em cima do goleiro. Dois minutos depois, Coutinho voltou a mandar uma bomba e parou no arqueiro adversário.

A resposta da Internazionale veio aos 19. Perisic fez a jogada pela direita e levantou na área. Politano apareceu para cabecear e mandou para fora. Um minuto depois, o Barça teve chute com Dembélé, que parou em Handonovic.

A vitória veio na estrela de Ernesto Valverde aos 37 minutos, quando Malcom entrou em campo no lugar de Dembélé. Philippe Coutinho ganhou no giro da marcação e puxou o contra-ataque. O atacante brasileiro recebeu a bola, saiu da marcação e superou Handonovic.

O gol de empate aos 41 minutos também contou com o dedo do treinador. Luciano Spalletti colocou Lautaro Martínez. EsteE fez a jogada pela direita e cruzou para Perisic, que finalizou. A bola sobrou para Icardi, que fez o giro e deixou tudo igual.

PSG sai na frente, mas cede empate ao Napoli em noite de Buffon

O Napoli recebeu o Paris Saint-Germain nesta terça-feira, no estádio San Paolo, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo C da Liga dos Campeões. Precisando somar pontos para assumir a liderança da chave após o surpreendente tropeço do Liverpool, o time anfitrião acabou empatando em 1 a 1 com o rival francês, mas só não conquistou a vitória graças à atuação brilhante de Buffon, que fez algumas defesas excelentes no início da etapa complementar para evitar o revés.

O gol do Paris Saint-Germain foi marcado por Bernat após ótima jogada envolvendo Neymar e Mbappé. Pelo lado do Napoli quem balançou as redes foi Insigne, de pênalti, depois de tanta insistência por parte dos jogadores de Carlo Ancelotti.

Apesar do empate, o Napoli divide a liderança do Grupo C com o Liverpool, uma vez que possui os mesmos seis pontos do time inglês. O Paris Saint-Germain, por sua vez, foi a cinco pontos e segue fora da zona de classificação para as oitavas de final, aparecendo em terceiro lugar.

O JOGO

O Paris Saint-Germain iniciou a partida disposto a dominar o Napoli em pleno estádio San Paolo e sair na frente. Contando com um Neymar arisco, o time francês teve a primeira boa chance logo aos quatro minutos, quando o brasileiro e Mbappé fizeram boa trama, e Verratti ficou com a bola na entrada da área para finalizar, mas acabou travado.

Com o objetivo de aproveitar o tropeço do Liverpool para deixar o forte rival para trás, o Napoli pouco mostrou diante de sua torcida. Tendo de segurar o forte ataque do Paris Saint-Germain, composto por Di Maria, Draxler, Neymar e Mbappé, o time de Carlo Ancelotti só levou perigo de verdade já na reta final do primeiro tempo, mais precisamente aos 44 minutos, quando Insigne recebeu dentro da área, de costas para o gol, e girou já finalizando, vendo seu arremate ser desviado por Thiago Silva.

Se os napolitanos acabaram não aproveitando suas chances, o PSG, ao contrário dos minutos anteriores, foi mais letal já nos acréscimos, quando Neymar lançou Mbappé, que fez excelente jogada individual pela esquerda e tocou para Bernat completar para o gol dentro da área, como elemento surpresa, e abrir o placar no sul da Itália.

Já no segundo tempo o Napoli mostrou que a conversa que o técnico Carlo Ancelotti teve com o elenco no vestiário fez a diferença. Nos primeiros 15 minutos os donos da casa armaram uma verdadeira blitz na área do PSG e após quatro defesas espetaculares de Buffon conseguiram, enfim, empatar graças a um pênalti em cima de Callejón. Na cobrança, Insigne bateu forte, no canto direito do goleiro adversário, que ainda acertou a direção da bola, mas não conseguiu chegar a tempo para espalmar.

Com a igualdade no marcador, o Napoli ganhou confiança e seguiu pressionando o PSG no campo de ataque, contudo, os visitantes conseguiram segurar o ímpeto rival e “esfriar” a partida aos poucos. Assim, não demorou muito para os franceses voltarem a aparecer no ataque e tentar retomar a frente, sendo barrados pela defesa napolitana.

Nos minutos finais, nem Cavani, que começou a partida no banco de reservas, conseguiu fazer a diferença para o Paris Saint-Germain, que ainda teve a chance derradeira de garantir os três pontos e entrar na zona de classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões com Mbappé, mas o jovem francês acabo finalizando mascado o cruzamento rasteiro vindo da direita.

Atlético de Madrid vence e quebra invencibilidade do Borussia

Nesta terça-feira, o Atlético de Madrid conseguiu interromper a série invicta do Borussia Dortmund na Liga dos Campeões. Jogando no Estádio Wanda Metropolitano, os colchoneros derrotaram os alemães pelo placar de 2 a 0. A partida, que contou com tentos de Saúl e Griezmann, foi válida pela quarta rodada da fase de grupos do torneio internacional.

Com o triunfo, a equipe comandada por Diego Simeone alcançou a marca de nove pontos conquistados na chave, em campanha de três vitórias e uma derrota, ficando em boa posição para sair com a classificação para a próxima etapa da disputa internacional já na próxima partida. A vantagem para o Club Brugge, que está em terceiro, é agora de cinco pontos, com dois jogos a serem disputados.

Já o Borussia, que poderia carimbar vaga na fase de mata-mata da Champions em caso de vitória nesta terça-feira, desperdiçou a oportunidade, mas ainda assim conseguiu manter a primeira colocação do Grupo A, estacionando igualmente nos nove pontos.

Na próxima rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, os colchoneros vão receber o Monaco no Estádio Wanda Metropolitano, às 14h55 (horário de MS) do dia 28 deste mês. Já o Borussia Dortmund irá encarar o Club Brugge também em seus domínios, no mesmo dia, mas às 17h.

O jogo – Até os 32 minutos do primeiro tempo, a partida entre Atlético de Madrid e Borussia Dortmund era equilibrada. Entretanto, na marca do período inicial, os donos da casa inauguraram o marcador com belo tento de Saúl Níguez.

O camisa 8 colchonero recebeu pelo meio, arrancou com a bola e rolou para Filipe Luís. Na lateral esquerda, o brasileiro devolveu para o meia, que dominou a bola após corta-luz do argentino Correa. Saúl chutou firme e, na trajetória da finalização, Akanji tentou realizar o corte e acabou empurrando para as próprias redes: 1 a 0 e placar aberto no Wanda Metropolitano.

Após o tento, os donos da casa dominaram a partida. Aos 37 minutos, duas oportunidades claras de gol para a equipe de Diego Simeone: primeiro, Giménez aproveitou sobra na entrada da área e chutou forte, para fora; depois, Thomas arriscou de longe e enfiou uma bomba, que triscou no travessão de Burki. Um minuto depois, foi a vez de Filipe Luís assustar, após linda jogada individual do brasileiro.

Na volta do intervalo, o time de Madri manteve o ritmo do final da etapa inicial e continuou acelerado no embate. Movimentando-se com agilidade no terço ofensivo e criando chances de gol, os espanhóis esbarravam em Toprak e Akanji.

Aos 28 minutos do segundo tempo, o técnico do Borussia, Lucien Favre, tirou o centroavante espanhol Alcácer para colocar Gotze em campo, tentando organizar o setor de meio de campo.

Quando o relógio marcava 34 minutos da etapa final, o craque francês Antoine Griezmann “matou o jogo”. Após desarme no campo defensivo, o português Gélson Martins recebeu pela lateral e puxou contra-ataque em velocidade, servindo Thomas. O meia tocou para o meio e achou Griezmann, que venceu o embate defensivo e tocou na saída de Burki, rasteiro, fazendo o 2 a 0 e dando números finais à partida no Wanda Metropolitano.

Liverpool perde do Estrela Vermelha e se complica

Nesta terça-feira, o Liverpool foi até Belgrado (SER) para encarar o Estrela Vermelha e, surpreendentemente, levou a pior. Pela quarta rodada do Grupo C da Liga dos Campeões, o time inglês entrou em campo com time misto, sem Firmino, que entrou apenas no intervalo, e sem o brilho de Salah e Mané, que não tiveram boa atuação. Deu chance para o azar e acabou sendo derrotado por 2 a 0, com dois gols do atacante Pavkov.

O resultado é péssimo para os Reds, que, com os mesmos seis pontos ganhos, perdem a oportunidade de garantir a liderança da chave e encaminhar a classificação ao mata-mata. Já o time sérvio comemora sua primeira vitória nesta edição da Champions League, indo a quatro pontos e podendo, inclusive, buscar a inesperada classificação.

Na quinta, e penúltima, rodada do Grupo C, os comandados de Jurgen Klopp visitam o Paris Saint-Germain na capital francesa, enquanto o Estrela vai a Itália para enfrentar o Napoli. Ambos os confrontos estão marcados para o dia 28 de novembro, quarta-feira, às 17h (no horário de MS).

O jogo começou mais equilibrado do que o esperado, com o Liverpool não tendo tanta facilidade para penetrar na defesa sérvia. Tanto é que foi o Estrela Vermelha que levou perigo primeiro. Em escanteio cobrado aos 14 minutos, a zaga inglesa não conseguiu afastar e Savic ficou com ela. Ainda dentro da área, o defensor girou e bateu, para fora, mas assustando Alisson.

Os Reds responderam aos 16, com Mané invadindo a área pela esquerda e cruzando à meia altura. A bola passou por todo mundo e sobrou limpa para Sturridge, que acabou exagerando na força do chute, mandando por cima e perdendo uma chance claríssima de gol.

Depois de Sturridge perder mais uma boa oportunidade, não tão clara como a primeira, foi a vez de Alisson aparecer, fazendo boa defesa em chute de Srnic. O goleiro brasileiro, porém, não conseguiu evitar que a bola entrasse na sequência. Em cobrança de escanteio pela direita, Pavkov levou a melhor pelo alto e testou para dentro, abrindo o placar para os donos da casa.

O Liverpool sentiu o baque e, com 28 rodados, Pavkov mostrou que também sabe fazer gol com a bola no chão. O camisa nove dominou na intermediária, se livrou da marcação e acertou uma pancada no canto esquerdo, à meia altura, sem chances para Alisson, fazendo a festa da torcida em Belgrado.

Os ingleses bem que tentaram diminuir o placar antes do intervalo, mas a bola não entrou, sacramentando a vitória parcial do time sérvio.

Na obrigação de buscar o resultado, o Liverpool voltou com pressão total na etapa final. Logo aos três minutos, Firmino, que havia acabado de entrar, recebeu pela esquerda e cruzou. Mané apareceu na pequena área, mas não conseguiu pegar em cheio e a zaga do Estrela conseguiu afastar, praticamente em cima da linha.

Aos 10, foi a vez de Lallana arriscar cruzamento pela esquerda. Desta vez, a bola desviou no marcador, encobriu o goleiro Borjan e só não entrou porque carimbou o travessão.

Já com 25 rodados, Salah resolveu aparecer para o jogo. Primeiro, o egípcio tentou de fora da área, obrigando Borjan a fazer boa defesa e espalmar para escanteio. Na sequência, pegou a sobra do cruzamento e, na meia lua, bateu colocado, acertando a forquilha esquerda do gol sérvio.

Aos 36, Borjan voltou a salvar o time da casa. Sem ângulo, Salah evitou a saída da bola e tentou direto para o gol. Borjan estava ligado e saiu bem, encaixotando o egípcio e evitando o gol dos Reds.

De fato, não era dia. O time de Klopp demorou a acordar, a bola não entrou e, merecidamente, o triunfo foi do Estrela Vermelha.

Monaco é goleado pelo Brugge e fica próximo de eliminação – No Estádio Louis II, no principado francês, o Monaco deu sequência à péssima campanha na Liga dos Campeões e agora está a um passo da eliminação. Pelo Grupo A, o time comandado por Thierry Henry foi massacrado pelo Club Brugge, da Bélgica, sendo goleado pelo placar de 4 a 0. Os gols foram marcados por Vanaken (duas vezes), Vormer e pelo brasileiro Wesley Moraes.

Schalke bate Galatasaray e se aproxima da classificação

Depois de um início ruim e complicado de temporada, o Schalke 04 começa a mostrar reação na temporada. Nesta terça-feira, a equipe venceu o Galatasaray por 2 a 0, pela Liga dos Campeões com gols anotados por Burgstaller e Uth. Com o resultado, o time chegou aos oito pontos e se aproximou da vaga nas oitavas de final da competição, e de quebra soma cinco jogos sem derrota, somando todas as competições. A partida foi realizada em Gelsenkirchen, na Veltins Arena.

Durante os 90 minutos, os Azuis Reais foram melhores no confronto, e foram cirúrgicos ao aproveitarem os erros defensivos do adversário, que estão em terceiro no Grupo D.

A equipe de Gelsenkirchen volta a campo no domingo às 14h00 (horário de MS), contra o Eintracht Frankfurt, fora de casa, pelo Campeonato Alemão. Pelo Turco, o Galatasaray pega o Kayserispor.

O jogo – Jogando em casa, o Schalke foi para cima desde o início do confronto e abriu o placar aos quatro minutos. Após lançamento da direita, Burgstaller ganhou do zagueiro, e Muslera saiu para tentar evitar o tento. Porém, o uruguaio foi mal, e o centroavante aproveitou para mandar para o gol.

Os turcos tentaram mostrar reação após o baque. Onyekeru finalizou e exigiu bela defesa de Nubel. Na sequência, Harit teve sobra dentro da entrada da grande área, mas na hora de finalizar, pegou muito mal na bola e isolou.

Apesar do Galatasaray estar fazendo uma boa partida, os alemães eram mais perigosos nas chegadas. Aos 39 minutos, Rudy mandou um canudo de fora da área, acertando a trave de Muslera. Logo depois, Burgstaller escorou cruzamento, mas o uruguaio fez boa intervenção.

Na etapa complementar, a partida acabou ficando parelha. As duas equipes criavam muito pouco, e de quebra faziam algumas faltas, deixando o jogo truncado, sem grandes chances.

Até que aos 12 minutos, os Azuis Reais fizeram o segundo. Após erro na saída de bola, Burgstaller recebeu em profundidade pela direita e rolou para trás buscando Uth. O atacante ajeitou e fuzilou com a perna esquerda, e praticamente fechou o duelo.

Nos minutos finais, enquanto faltava força para o Galatasaray, os Azuis Reais administravam bem o marcador. Dessa forma, conseguiram segurar a vantagem pelo placar final de 2 a 0.

Porto vence e assume liderança do Grupo D

Jogando no estádio do Dragão, o Porto venceu o Lokomotiv Moscou pelo placar de 4 a 1. A equipe portuguesa jogou melhor, e resolveu o jogo ainda no primeiro tempo, com gols de Herrera e Marega. Na etapa final, os russos reagiram e diminuíram com Farfan, mas Corona e Otávio, já nos acréscimos liquidaram a fatura.

Destaque para os brasileiros Felipe e Eder Militão, que formaram a dupla de zaga da equipe, mas acabaram levando cartão amarelo no jogo. Com o resultado, o Porto chegou aos 10 pontos ganhos, enquanto o Lokomotiv não tem nenhum, e está afundado na lanterna, sem qualquer chance de classificação.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *